Fotógrafa de moda ensaia supermodelos como se fossem carros!

supermodels

E se uma palavra mágica transformasse alguns dos modelos de carros mais famosos do mundo em verdadeiras mulheres modelos? Como elas seriam? Foi isso que a fotógrafa Viktorija Pashuta decidiu explorar com seu último projeto de retratos, intitulado “E se carros fossem supermodelos?”

Ela selecionou 12 top supermodelos e deu a elas visuais que refletiam carros que iam desde o Kia Optima ao Rolls Royce Phantom.

“Em nosso mundo materializado – as pessoas são muito apegadas a determinados objetos que imaginar eles como seres humanos não é tão difícil,” diz Pashuta à BASIC Magazine, a que primeiro publicou esta série. “A parte mais interessante foi combinar elementos da moda com itens de carros. […] A parte mais difícil neste tipo de ensaio é a preparação.”

Pashuta e seu time gastaram dias trabalhando nos detalhes de cada retrato, com o objetivo de capturar a “alma” de cada veículo em como as modelos são retratadas.

A fotógrafa já havia criado projetos os quais imaginou redes sociais como homens e navegadores de internet como mulheres (clique no nome dos projetos para ir ao ensaio publicado)

social1 fashionbrowsers1

Comentário de Fotograficamente Falando por Reges Pineze:

Quando vi os projetos da fotógrafa Viktorija Pashuta sobre as redes sociais e os navegadores eu fiquei admirado com tamanha coerência e criatividade na representatividade fotográfica humana de ícones já consagrados na internet. Ícones com personalidades fortes os quais devem ter dado um trabalho considerável para que estes projetos fossem realizados com tamanha similaridade.

Mas como os ícones de internet tem como objetivo facilitar a assimilação dos mesmos por parte do público que os vêem, mesmo com tanto design envolvido em suas criações e modificações, eles eram muito óbvios, muito difundidos e de, relativamente, fácil acesso visual e interpretativo. De forma alguma estou desmerecendo tais trabalhos!

Mas isso é o que acontece quando se produz e evolui a cada trabalho. De repente eu vejo na minha frente seu novo trabalho, que consiste em retratar mulheres, top models, como sendo modelos de carros… e foi o suficiente para que eu passasse horas na frente do computador… somente observando, comparando, lendo os detalhes, reparando nas paletas de cores utilizadas, visitando os sites dos referidos carros, lendo sobre suas histórias e propagandas já produzidas na mídia… e quanto mais eu lia, aprendia e me inteirava deles, mais eu me espantava com o trabalho de Pashuta.

Agora o nível subiu! Os carros também são marcantes e icônicos, porém, a sutileza nos detalhes, nas bordas, nas curvas de suas linhas é algo bem mais complexo de se entender. Geralmente você reconhece uma marca de carro só de olhar pra qualquer um de seus modelos. Isso se chama identidade. Não se trata somente do símbolo que vem na frente do seu carro, mas cada vinco, cada borda, cada detalhe desde os faróis ao acabamento interno refletem a personalidade daquele modelo, o qual deve estar inserido numa personalidade maior que é a marca. É a diferença, a personalização, dentro de algo maior que é igual, consistente… é a personalização da personalidade!

Como se já não bastasse o design de um carro ser muito mais complexo de ser lido e entendido, bem como absorvido pelos seus consumidores (você “escolhe” aquilo que foi projetado justamente para ser escolhido por você, inconscientemente), agora vejo na minha frente um trabalho magnífico o qual retrata mulheres, seres humanos, repletas de acessórios personalizados que compõem em cada detalhe a personalidade destes carros, harmonizando a personalidade das modelos (o personalizável) ao mesmo tempo em que retrata também a personalidade destes carros (o consistente) de uma forma muito, mas muito coerente (ao meu ver).

Os detalhes empregados em cada peça de roupa, em cada acessório, em cada adorno, acende a memória e traz à vida a personalidade de cada carro. A referência é tamanha que após visualizar essas fotos apenas uma vez você pode fazer um teste para testar sua memória em relação aos carros e às fotos. Não leia o nome dos carros nas fotos… concentre-se apenas na fotografia em si de cada modelo e certamente se lembrará da maior parte dos carros envolvidos em cada produção.

Na minha humilde opinião, como fotógrafo, apaixonado (não somente, mas também) pelas curvas femininas e por carros, achei este trabalho de uma “harmonia inquietante!”. Se ela quis capturar a alma dos carros e retratá-las nas modelos… bom… pra mim ela conseguiu perfeitamente!

 

Fonte: Fashion Photographer Imagines Cars as Supermodels

Página: Viktorija Pashuta

Facebook: www.facebook.com/viktorija.pashuta

Pinterest: https://pinterest.com/pashuta/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s